Henrik, o coitadinho / Henrik, the Petty Man

Quando achamos que as coisas não podem piorar, podemos sempre contar com o Príncipe Henrik da Dinamarca para nos provar o quanto estamos enganados.
When we think things can not get any worse, we can always count on Prince Henrik of Denmark to prove to us how wrong we are.

Embed from Getty Images

Na sequência do recente comunicado de imprensa sobre as mudanças dos planos do seu funeral (Henrik escolheu não ser enterrado juntamente com a sua esposa, a Rainha, na Catedral de Roskilde), o Príncipe decidiu prestar umas breves declarações sobre o assunto para a revista dinamarquesa Se og Hør. A entrevista integral sai para as bancas hoje, mas podemos já ler algumas declarações que incendiaram fóruns reais e redes sociais ontem - DRACARYS :
Following the recent press release on the changes to his funeral plans (Henrik chose not to be buried along with his wife, the Queen, at Roskilde Cathedral), the Prince decided to make brief statements on the subject for the Danish magazine Se og Hør. The full interview goes to the newsstands today, but we can already read some statements that set fire to royal forums and social media yesterday -DRACARYS:

"A minha mulher não me dá o respeito que uma esposa normal deve dar ao seu marido. É ela que está a fazer de mim parvo. Eu não casei com a Rainha para ser enterrado em Roskilde. A minha mulher decidiu ser Rainha e eu estou muito feliz com isso. Mas como ser humano, ela tem que compreender que se um homem e uma mulher são casados, eles têm que ser iguais. É a minha esposa que pode fazer algo no que diz respeito à minha decisão. Se ela quer que eu seja enterrado ao lado dela, ela tem que me tornar Rei-Consorte. É isso. Não me importa!" 
“My wife does not give me the respect a normal wife must give her spouse. It is her that is making a fool of me. I didn’t marry the Queen to be buried at Roskilde. My wife has decided that she wants to be Queen, and I’m very happy about that. But as a human being she needs to know that if a man and wife are married, they are equal.  It’s my wife and not me who can do anything about that decision. If she wants me buried with her, she must make me King Consort. Finished. I do not care.”

Apesar das declarações falarem por si, existem tantas maravilhas nesta declaração que eu não resisto a comentar uma por uma:
Although the statements speak for themselves, there are so many wonders in this statement that I can not resist commenting one by one:

1) "É ela que está a fazer de mim parvo". Sério?? No entanto, tu é que pareces ter dificuldade em manter a boca calada e em resolver este assunto de forma privada, Henrik.
1) "It is her that is making a fool of me." Oh really?? However, it is you who seem to have difficulty keeping your mouth shut and solving this matter privately, Henrik.

2) "Eu não casei com a Rainha para ser enterrado em Roskilde." Pois, Henrik, penso que ninguém casa com ninguém pensando no local onde vai ser enterrado. As pessoas, no melhor cenário, casam por amor, por carinho, por respeito, por admiração...É caso para perguntar: Porque razão casaste tu com uma futura Rainha há 50 anos atrás?? Estamos muito curiosos por saber...
2) "I did not marry the Queen to be buried in Roskilde." Well, Henrik, I do not think anyone marries anyone thinking about where they are going to be buried. People, in the best of circumstances, marry for love, for affection, for respect, for admiration ... Maybe it's time to ask: Why did you marry a future Queen 50 years ago ?? We are very curious to know ...

3) "A minha mulher decidiu ser Rainha..." Hum...Esta opinião é controversa. Claro que tudo na vida é uma questão de escolha. Mas ninguém acorda um dia e diz: Vou ser Rainha! A tua esposa era a filha mais velha de um Rei, e como tal sua herdeira aparente, desde que a lei que permite a ascensão de mulheres ao trono foi aprovada em 1953, antes de casar contigo. Alguém te disse que a Monarquia funcionava de forma diferente?
3) "My wife decided to be Queen ..." Hum ... This opinion is controversial. Of course everything in life is a matter of choice. But no one wakes up one day and says: I'm going to be Queen! Your wife was the eldest daughter of a King, and as such the apparent heir, since the law allowing the accession of women to the throne was passed in 1953, before marrying you. Did someone tell you that the Monarchy worked differently?

4) "(...) ela tem que compreender que enquanto pessoas, se um homem e uma mulher são casados, eles têm que ser iguais.": Não estamos a discutir o teu titulo de marido, certo?? Estamos a discutir um título que nada tem a ver com o casamento. Enquanto marido tu, Henrik, serás sempre igual em direitos e deveres que a tua esposa Margrethe. Enquanto Príncipe, Príncipe Consorte ou mesmo Rei Consorte, nunca serás nem constitucionalmente, nem politicamente, nem hierarquicamente igual à Rainha Margrethe II da Dinamarca. A palavra "consorte" está ali por algum motivo. 
4) "(...) as a human being she needs to know that if a man and wife are married, they are equal.": We're not discussing your husband title, right? We are discussing a title that has nothing to do with marriage. As husband, you, Henrik,  will always be equal in rights and duties to your wife Margrethe. As Prince, Prince Consort or even King Consort, you will never be constitutionally, politically, or hierarchically equal to Queen Margrethe II of Denmark. The word "consort" is there for some reason.

5) "Se ela quer que eu seja enterrado ao lado dela, ela tem que me tornar Rei-Consorte. É isso. Não me importa!": Claramente importa, Henrik. Claramente, não aceitas isso. Claramente, a tua necessidade de atenção é gigante. Claramente, o teu Ego precisa de ser alimentado. Claramente, tudo é válido para conseguires aquilo que queres. Claramente, o respeito pela tua esposa é secundário.
Claramente, tens muitos problemas para resolver. Claramente, importa ao ponto de falares com uma jornalista sobre isto e fazeres um ultimato público à tua esposa!
5) "If she wants me buried with her, she must make me King Consort. Finished. I do not care.”: Clearly, you care Henrik. You clearly do not accept that. Clearly, your need for attention is huge. Clearly, your ego needs to be fed. Clearly, everything is valid to achieve what you want. Clearly respect for your wife is a secondary thing.
Clearly, you have many problems to solve. Clearly, you care so much with this to the extent that you talked to a journalist about the subject and made a public ultimatum to your wife!


Perante estas declarações muitos especulam se Henrik não estará a começar a mostrar alguns sinais de demência, ou outra patologia degenerativa mental. Eu podia até concordar com esta teoria, se esta atitude de Henrik fosse nova. É certo que está pior do que nunca, mas não mostra nada de novo. Além disso penso que se tal fosse o caso, a Casa Real já se teria pronunciado nesse sentido. Seria uma forma de justificar estas constantes afrontas à sua esposa e Rainha, numa altura em que muitos já começam a achar que é necessária uma tomada firme de posição por parte da Rainha Margrethe II.
Faced with these statements many speculate whether Henrik will not be starting to show some signs of dementia, or other mental degenerative pathology. I could even agree with this theory if his attitude was new. It is true that it is worse than ever, but it shows nothing new. Besides, I think that if that were the case, the Royal House would have said something about it. It would be a way of justifying these constant affronts to his wife and Queen, at a time when many are already beginning to think that a firm assumption of position by Queen Margrethe II is necessary.

Embed from Getty Images

Como já o disse anteriormente, acho que é somente justo que Henrik, ou outro marido de uma Rainha Reinante, seja Rei-Consorte. Constitucionalmente isso não muda nada. Mas a maneira completamente tresloucada de manifestar a sua opinião ultrapassa todos os limites do razoável. Pessoalmente não acredito que nenhuma acção seja tomada imediatamente. A Casa real já anunciou que não tem mais declarações a fazer sobre este assunto. E eu acredito que silêncio é aquilo que vamos ter. Para já...
As I have said before, I think it's only fair for Henrik, or another husband of a Reigning Queen, to be King-Consort. Constitutionally this does not change anything. But the wholly whimpered way of expressing his opinion surpasses all bounds of the reasonable. Personally I do not believe that any action will be taken immediately. The Royal House has already announced that it has no further statements to make on this subject. And I believe that silence is what we are going to have. For now...

Embed from Getty Images


Margrethe chegou ontem ao Château de Cayx, no sul de França, para umas férias de 15 dias. Henrik já se encontra lá há mais tempo. Não sei quanto a vocês, mas eu não gostaria de estar no lugar do staff do castelo, neste momento.
Margrethe arrived yesterday at Château de Cayx in the south of France for a 15-day holiday. Henrik has been there for some time. I do not know about you, but I would not want to be part of the castle staff right now.

---
Este é o segundo post do dia. É aproveitar, porque para a semana o T&T vai de férias!!!
This is the second post of the day. Enjoy it while you can, because T&T is on vacations next week !!!

Comentários

  1. Homem ridículo!Se ele não tivesse casado com a Rainha da Dinamarca, ele seria tão somente um conde. Não vejo o Princípe Philippe fazendo isso. É péssimo fazer comparações dessas, mas elas acabam saltando aos olhos. Infelizmente isso gera muitas especulações. Porque o casal da coroa está em viagem no iate? Entre outras mais... Infelizmente, e parafraseando Shakespeare " há algo de pobre no Reino da Dinamarca."

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho que o choque é maior entre nós royal watchers. Penso que a família já deve estar habituada a estas circunstâncias e personalidades. Tanto do Henrik como da própria Margrethe. Isto é somente uma questão de ego. Philip do Reino Unido, Claus da Holanda, todos eles também tiverem dificuldades em encontrar o seu papel enquanto maridos de uma Rainha, mas com tempo e com o trabalho desenvolvido superaram as divergências, ou pelo menos aprenderam a conviver com elas e a separar a vida privada da vida oficial. Henrik aos 83 anos parece que acabou de descobrir que foi enganado a vida toda...

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares